Vinho de legado

VINHOS-MANDELA-INICIAL

Seus compatriotas e o mundo acompanham apreensivos o estado de saúde do líder maior sul africano, prisioneiro político por 26 anos, Nobel da Paz, símbolo da luta contra o apartheid e da redemocratização da África do Sul. Até a redação desta coluna, Nélson Mandela, de 94 anos, seguia em estado vegetativo.

Em tempos de cobrança nas ruas por ética e honestidade na nossa política, é saudável homenagear o velho “Madiba”, “um dos maiores líderes morais e políticos de nosso tempo”, como disse o Presidente da Assembleia Geral da ONU, Ali Abdessalam Treki. Pois vamos erguer um brinde com vinho com vinho sul africano, da Fundação e Vinícola House of Mandela. Sim, entre tantas qualidades, ele e sua família também fazem vinho, e bom.

Antigo sonho familiar que se realizou em 2010, eles produzem em Stellenbosch e Paarl, vinhos de qualidade que “transmitem a essência do espírito da família Mandela e da cultura do povo sul-africano”. Tem 2 extensas linhas: a Reserva Real e a Coleção Thembu, nome da tribo ancestral de onde vem os Mandela. A marca House of Mandela é representada pela “Abelha”, que também é um símbolo para o povo sul-africano, representando o polinizador de culturas alimentares, “a coragem, compaixão com o próximo, a partilha e a vida em comunidade”, como diz a filha Maki Mandela. As asas das abelhas representam as ramificações da família e retratam o ciclo interminável de vida. Já o vinho também é um símbolo poderoso de transformação, deve ser muito bem cuidado e é usado em muitas comemorações. Por isso, como inscrito no site da vinícola, o desejo dos Mandela é que desfrutemos seus vinhos com familiares e amigos e realmente sintamos o gosto de suas histórias ao contar as nossas, pois como diz o provérbio francês adotado pela House of Mandela, “Na água vê-se o rosto, mas no vinho contempla-se o coração”.

Neste caso, bons corações, pois parte do lucro obtido pelas vendas dos vinhos será doada à Fundação de mesmo nome e à Rising Africa, que atuam na busca por melhoria de vida nas comunidades pobres africanas através da oferta de mais trabalho, Educação, Saúde, Agricultura e Energia Alternativa, patrocinando também alunos carentes que estudam viticultura e enologia.

Dentro da Coleção Thembu a importadora Ravin (www.ravin.com.br) disponibiliza ao mercado brasileiro 3 rótulos varietais da safra 2012, todos ao preço único de 49 reais, um belo custo benefício: o Sauvignon Blanc, o Pinotage e o Shiraz. O primeiro, um vinho branco muito fresco e frutado com destaque para frutas tropicais e melão, bem ao gosto sul americano. O Pinotage, a mais emblemática casta africana, é bem típico, com aromas de ameixas pretas e especiarias, taninos macios e acidez equilibrada. O Shiraz apresenta aromas destacados de frutas vermelhas frescas e um toque de pimenta preta. Os tintos tem 6 meses de madeira, cerca de 14% de álcool, boa estrutura e estão prontos para beber, ainda mais com tanta inspiração de acompanhamento.

ss