Tannat Tasting Tour 2016

E vamos a “los recuerdos” de Tannat Tasting Tour 2016, acontecido em BH no último dia 18.

Puseram seus rótulos para apreciação dos degustadores, 22 bodegas Uruguaias, num painel que reuniu algumas tradicionais e outras apresentando suas primeiras safras. Como era um Tannat Tour, apesar de haver outras castas presentes, me concentrei nesta que é o emblema enológico do país vizinho, em varietais ou cortes. Impossível provar de tudo em cerca de 2 horas e meia, até porque alguns produtores saíram mais cedo, mas dentre os vinhos degustados, vamos a algumas notas de destaque em nossa opinião:

post-facebook-sabor-e-saber-lista-vinhos-05 post-facebook-sabor-e-saber-lista-vinhos-02 post-facebook-sabor-e-saber-lista-vinhos-03 post-facebook-sabor-e-saber-lista-vinhos-04 post-facebook-sabor-e-saber-lista-vinhos-01

15ª edição do Festival de Cultura e Gastronomia de Tiradentes

A 15ª edição do Festival de Cultura e Gastronomia de Tiradentes, uma receita que deu certo, usou um ingrediente que expressa bem o caráter convidativo e agregador da cultura gastronômica: o intercâmbio. Uma expedição viajou por vários estados brasileiros colecionando estórias e trazendo para o caldeirão do festival, cadeias produtivas regionais e tradições culinárias que evocam nossa saborosa diversidade. E no âmbito internacional, chefs de Brasil Perú, Venezuela e Chile trataram de aproximar nossas cozinhas, vizinhas mas convenhamos, ainda distantes. O gostinho que ficou foi de um congraçamento que celebrou de forma ampla, a essência mais pura do hábito milenar: a reunião de amigos em torno da mesa. No mosaico a seguir, as imagens são de Eugênio Sávio, Paulo Bocca e Edson Teixeira.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nova casa, novos agitos

Paulo Jack, cada vez mais empreendedor, inaugura daqui a 3 mêses o Chef´s Botequim, com decoração inspirada nos anos 50, muito charme e um buffet de petiscos que promete. A casa funcionará em frente ao restaurante de mesmo nome, na Rua Osvaldo Machado Gontijo, da happy hour até a meia noite.

É Festa da Gastronomia

Neste sábado, na Praça da Catedral a partir das 12 horas, acontece a esperada festa de encerramento da sexta edição do Prato da Casa, Festival de comida de boteco que já entrou definitivamente no calendário da cidade. No cardápio musical, as pérolas do Buena Vista Social Club com a Banda Rádio Relógio e o samba de Tia Elza e Sambassim. Imperdível.

Enquanto isso, na Confraria Divinho…

Dr. Júlio Veloso, um chef e um gentleman, ao lado de sua esposa Ilza.

Na última sexta, o chef Dr. Júlio Veloso recebeu em sua residência e arrasou com um delicioso Coq Au Vin, o tradicional prato francês, para deleite dos amigos amantes do vinho da nossa confraria que em Setembro completará 4 anos.

Curso de Vinhos

Abertas as inscrições (limitadas) para o Curso “Iniciação ao Fascinante Mundo do Vinho” que irei coordenar em setembro no Espaço Gourmet de Lucrécia Donato (9986-4200). No programa, tipos de uvas e vinhos, princípios e exercícios práticos de degustação, escolha, compra, guarda e serviço do vinho… e deliciosas harmonizações experimentadas e  comentadas de espumantes, brancos, roses e tintos.

Bistro Boulevard

Cristina Felice, Ivo Domingos e Maura Vieira

Cristina Felice,  Ivo Domingos e Maura Vieira recebem  hoje no Bistro Boulevard, convivas para a Noite Alemã, entre eisbeins, kasslers, chucrutes… e cervejas especiais.

Hors Concours

Até a Presidenta Dilma, aqui exibindo a famosa Havana, parece confirmar-se como legítima sucessora de Lula, no gosto pela mais brasileira das bebidas.

O amigo Professor Antenor Nogueira da Faced me envia o 3º Ranking Playboy de Cachaças, que já se tornou uma referência nacional desde a sua primeira edição, em 2003, quando apresentou ao Brasil a hoje famosa “Havana”, patrimônio cultural e imaterial de Salinas, MG. Os 22 jurados, entre eles o chef Sérgio Arno, o apresentador do CQC Marcelo Tas e o Cachacier Leandro Batista, elegeram, pela segunda vez, a própria, mas com o nome de “Anísio Santiago”. E a família do patriarca fundador, também comemora, depois de disputas internacionais com a marca homônima dos runs cubanos, o julgamento favorável da 8ª vara de Belo Horizonte sobre o registro definitivo da marca, mas ainda passível de recurso. Detalhe: devem continuar convivendo no mercado os 2 rótulos, mas a Havana, que ganhou ainda mais notoriedade com o vai-e-vem da marca na justiça, custa bem mais caro,(até 1.500,00 a garrafa!)  embora, segundo Roberto Santiago, filho de Anísio, o líquido seja exatamente o mesmo, envelhecido por até 10 anos em dornas de carvalho…

Nova versão

Descoberto um novo registro sobre o nascimento do “macarrão”.  Em seu livro Il diletto di chi è appassionato per le peregrinazioni attraverso Il mondo, do longínquo ano de 1154, o geógrafo árabe Al-Idrisi escreve: …”em Trabia (próximo de Palermo),   se fabrica uma grande quantidade de itryab (em árabe: pão cortado em listras finas), que se exporta para todas as partes, em países muçulmanos e cristãos, por via marítima”. E agora chineses, Marco Polo & cia?

Por falar em massas…

Deu fome. Que tal um macarrão delicioso e rapidíssimo? Este eu improvisei noutro dia e aprovei:

 Farfalle Bravíssimo (per due persone)

Cozinhe em água fervente 300 g de farfalle (aquele macarrão em forma de gravatinha) por cerca de 8 minutos, al dente, com uma pitada de sal.

Em outra panela, doure no azeite, meia cebola pequena e 1 dente de alho bem picadinhos. Acrescente 3 generosas colheres de sopa de creme chease ou creme de ricota (melhor), vá diluindo a mistura aos poucos com um pouquinho de leite e água quente com 1 tablete derretido de caldo de galinha. Mexa até ficar cremoso, em fogo baixo, e ponha pitadas de noz moscada e pimenta do reino a gosto. Enfeite com tomatinhos cereja sobre a massa, despeje por cima o creme ainda quentinho e finalize com parmesão fresco ralado grosso e folhinhas de manjericão. É o tempo de você dizer “Mangia Che te fa bene!”

Dica de harmonização: Trivento Sirah Reserva 2005 (Mendoza, Argentina), Anarkos Rosso Del Salento 2006 (Púglia, Itália)

Casamento e cardápio perfeitos

Os anfitriões Adriano Nunes e Bruna Mercadante brindam com Paulo Bocca e Fabiana Amorim.

Foi no badalado restaurante La Victoria, de BH, a festa de casamento de Adriano Nunes da Neo Joalheiros e Bruna Mercadante. No cardápio, entre acepipes, pratos principais, “pequenos pratos volantes” e sobremesas, nada menos do que 18 preciosidades, desde Tulipas Caramelizadas de Maçã com Gorgonzola, Aipo e Nozes, passando por Tartines de Queijo Brie e Presunto Parma, passando por Filets de Linguado ao Molho de Champagne e Caviar com Purê de Batata Baroa, até aos Cornettos Crocantes ao Creme de Mascarpone. Tudo escoltado por um Prosecco Iris Grand Cuvée Gold da região do Veneto/Itália ou o tinto italiano da mesma região, um Montepulciano  d’Abruzzo, entre outros drinks. Parabéns e felicidades aos noivos!

A Hostess Daniele Galuppo convida

Sexta dia 05 de agosto, no Bistrô Boulevard Benetton, estarão no cardápio do dia, as duas cozinhas européias mais amadas do Brasil, no Cocotte de Parma Italiano e a seguir no Bacalhau a Gomes de Sá. Reservas: 3214-0052.

 

Vizinha Gostosa

Visitar Itapecerica hoje em dia é sempre um prazer. A renovada e simpática vizinha reafirma sua veia cultural e apresenta na sua pracinha principal a síntese da hospitalidade mineira durante mais uma edição do já tradicional Festival de Comida Caipira, acontecido entre 24 e 26 de Junho.  Mais de 20 barraquinhas típicas servindo do bom do melhor da nossa riquíssima culinária: Feijão Tropeiro, galinhada, feijoada, maneco de jaleco(delicioso caldo de fubá com couve e carne de porco), roscas, doces da fazenda, rapaduras… e fornalhas de barro soltando pães de queijo quentinhos em plena rua. Tudo regado a uma autêntica cachacinha artesanal de boa qualidade. No coreto, violeiros e sanfoneiros fizeram a trilha sonora. Emfim, tudo de bom para encontrar os amigos e celebrar nossas deliciosas raízes.

Tira Gosto:

Cebola é como palavrão. Crua e sozinha ninguém aprova.

Mas…comida mineira combina com vinho?

Claro que sim, duvida? Então experimente com os amigos neste friozinho uma noitada de caldos caipiras e vinhos, a harmonização vai surpreender. Algumas dicas, com vinhos que você geralmente encontra em lojas ou supermercados por aqui, todos na faixa entre 25 e 35,00.

  • Vaca Atolada (Caldo de mandioca com carne): tinto de médio corpo e alguma acidez, como o português Dão Grão Vasco, ou um pouco mais frutado como um Concha y Toro chileno Cabernet Sauvignon
  • Caldo de Pinto (galinha desfiada, milho, cheiro verde…) ou sopa de galinha com fubá: um branco mais encorpado com um chardonnay com passagem em carvalho, como o honestíssimo e amanteigado Aigles D’Aimery  francês, ou um  tinto jovem da uva malbec ou carmenére, de preferência com pouca ou nenhuma passagem em madeira, como os argentinos Finca La Linda ou Finca La Daniela.
  • Caldo de feijão com torresmo(não torresmo comprado pronto, por favor): Aqui um pouco mais de potência e taninos, para maior adstringência combinando com a gordura do prato. O Uruguai é o país típico da uva Tannat, que sozinha ou “amaciada”  com a Merlot no vinho Rio de Los Pájaros, vai fazer bonito.
  • Canjiquinha com costelinha: um português tinto com boa acidez da região do Douro, como um Porca de Murça, preferencialmente o Reserva, ou um da Bairrada, como o excelente Luis Pato da uva baga, perfeito também com um leitão á pururuca.

Detalhe importante: Não exagerar muito nos temperos vai ajudar na melhor hamonização com os vinhos.