Sangria, alegria de verão

Receita do amigo: Sangria portuguesa

Pelo escritor Edson Gonçalves Ferreira

Ingredientes para um jarro grande.
2 Laranjas
2 Maças verdes (ou vermelhas)
1 Lima
12 bagos de uva tinta
 3 colheres de sopa de açúcar
1 garrafa de vinho tinto bem gelado (750 ml)
l litro de refrigerante sabor limão

Corte a maça em cubos e a laranja em rodelas. Corte os bagos das uvas ao meio, esprema o sumo da lima e misture tudo com o açúcar. Coloque em uma vasilha e deixe uma noite para as frutas impregnarem-se no vinho. Sirva com cubos de gelo e decore à vontade.

Em Portugal ou na Espanha, tradicionalmente, as sangrias levam, também, especiarias como a canela ou aniz estrelado  e ervas como a hortelã. As frutas podem ser variadas de acordo com o gosto pessoal. Morango, manga, framboesa, cereja…

 

Dica da coluna: O vinho tinto a ser utilizado aqui deve ser seco, de boa qualidade, e nunca adocicado ou muito suave, ou a sangria ficará muito doce e “xaropada”, enjoativa.  Nesta receita, deve-se também evitar vinhos frisantes ou espumantes, pois já haverá o gás do refrigerante, que pode também ser trocado por água gasosa. Um vinho com menos taninos e corpo médio, como um das uvas  Merlot, Pinot Noir ou Carmenére, vão muito bem. Ou ainda um Beaujolais  francês ou Chianti italiano.

Você pode também fazer uma sangria de vinho branco, dando preferência às frutas brancas e verdes (Pera, maça verde, kiwi, lichia, limão, uva branca…)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s