O Top dos vinhos verdes

Anselmo Mendes está para os vinhos de Portugal como Pelé para o nosso futebol. Exagero? Talvez sim, mas a comparação se dá não só pelo o que ele representa através dos excelentes vinhos que faz, mas também pelo que ele já fez de forma emblemática pela vinicultura contemporânea lusitana.

Ele já foi eleito Produtor do Ano em 2010 pela Revista de Vinhos de Portugal, a principal referência do setor. Anselmo é o filho mais velho de uma família que vive o vinho há muitas gerações, na cidade de Monção, no Minho, a famosa Região dos Vinhos Verdes, únicos no mundo. Eles não tem este nome porque são feitos de uvas verdes, que ainda não amadurecerem, como alguns insistem em pensar e dizer. É simplesmente uma denominação de origem demarcada, como o Douro, ou o Dão também são por lá. A expressão “verde” se dá provavelmente por causa das colinas verdejantes do lugar. E a casta branca hoje mais nobre e famosa utilizada neste vinhos, é a grande paixão do enólogo Anselmo Mendes. Trata-se da Alvarinho, base dos seus vinhos mais elogiados mundo afora. Para quem não valoriza tanto os brancos como os tintos, saiba o Vinho Alvarinho se diferencia justamente por sua originalidade e complexidade. Riqueza aromática, textura densa, bom corpo e volume de boca, final persistente e um notável equilíbrio entre seu frescor e doçura, sendo ao mesmo tempo macio e seco na medida certa. Anselmo se tornou o maior expert e o grande divulgador desta uva e encantou a todos os presentes no último Decanter Wine Show, evento que reuniu recentemente em Belo Horizonte dezenas de produtores europeus, com exemplares como o “Parcela Única 2009”, que tivemos o prazer especial de degustar em companhia de seu criador.

Vinho do dia: Parcela Única 2009

Vinícola: Anselmo Mendes

País: Portugal

Região: Minho (Região dos Vinhos Verdes)

Tipo: branco seco

Uvas: 100% Alvarinho

Graduação alcoólica: 13,5%

Amadurecimento: 9  meses em barricas de 400 L e mais 6 meses na garrafa

Guarda: cerca de 5 anos

Temperatura de serviço: 10 graus

Faixa de preço:  R$ 240,00

Como o próprio nome sugere, este vinho é vinificado de uma única e muito pequena parcela dos vinhedos, com menos de 1 hectare, a preferida do próprio produtor. São produzidas apenas cerca de 3000 garrafas por ano. É realmente um exemplar de vinho verde em sua melhor expressão: fino, cremoso, elegante e equilibrado. Mostra mineralidade, com toques aromáticos de especiarias . Na boca predominam as notas cítricas. É um branco que provavelmente está próximo do seu apogeu, mas pode ainda ser guardado por mais uns 2 anos.Tem final persistente e pode ser degustado como aperitivo ou com pescados, incluindo frutos do mar e queijos médios. Avaliação da coluna: nota 09/10.

Paulo Bocca e Anselmo Mendes na Decanter Wine Show.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s