Carnes Vermelhas

Boi e carneiro, principalmente, tendem a combinar bem com tintos tânicos. Mas depende também dos molhos.

Churrascos bovinos: Tintos de média guarda, bom corpo e taninos presentes, mas integrados. Cabernet Sauvignon da França ou Novo Mundo. Shiraz australiano. Tannat uruguaio, principalmente para cortes com mais gordura. Todas ótimas pedidas.

Cordeiro: Carne com toques adocicados que se aproxima muito bem do tinto.Para muitos (como eu inclusive), uma das mais harmoniosas combinações com um de médio para maior corpo. Que podem ser mais jovens e frutados, se a receita for mais básica, ou mais amadeirados e maduros, se a receita for com mais especiarias e molho. Merlot reserva, mais os acima, em especial Shiraz e Tannat, em corte ou sozinhas, é de dar água na boca.

Carnes com molhos concentrados.  À base de tomate: vamos de tintos médios, como um Chianti italiano ou Merlot. À base de vinho tinto: o mesmo usado na receita. À base de queijos: se puder investir um pouco mais, vá de Bordeaux. Se não, que tal experimentar algo diferente dos padrões. Um pinotage da nova geração sul africana, em geral tem excelente relação preço-prazer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s