Qual a taça “certa” para espumantes?

O amigo e sushi man José Mangualde me relatou sobre esta deliciosa polêmica ocorrida em família na ceia de Natal. Antes da década de 70, o copo mais comum para se beber espumantes, que eram então generalizados como Champagnes, eram aquelas taças baixas e largas, parecidas com as que hoje usamos para Martinis. De lá pra cá, Champagne passou a ser usado oficialmente só para vinhos feitos nesta região da França… e passamos a usar preferencialmente taças com o corpo alto e estreito, porque? Por estes motivos básicos:

  • A bojo longo permite apreciar visualmente as finas borbulhas características do bom espumante, ou le perlage (pérolas), como dizem os franceses
  • Ela também é ideal na hora de servir (sempre com a taça inclinada), para evitar derramamentos acidentais do precioso líquido
  • O copo muito largo faz com que esta efervescência se dilua mais rápido, assim como a temperatura da bebida (que deve estar entre 6 e 9 graus) também suba mais facilmente, o que não é desejável.

O tipo ideal levemente bojudo que se afunilando na borda, o que facilita a aspiração dos aromas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s