Receita do amigo

Esta receita foge aos padrões normais da coluna, mas enfim pode ser um tipo de gastronomia. Ela já está circulando na internet e me foi enviada por um flamenguista muito conhecido das rodas futebolísticas locais, o Orlando Rosca, Educador Físico e comentarista da Rádio Divinópolis. Sei que os atleticanos não irão aprovar, mas, o melhor tempero no futebol é mesmo a brincadeira saudável com a rivalidade.

“Receita de final de Ano: Galo a La Sete Lagoas.”

 Compre o Galo 1 semana antes de comê-lo.

  • Alimente-o bem, deixe-o crescer à vontade, o peito vai inchar durante toda semana (não o contrarie). Ele vai cacarejar bastante nestes dias, mas não se preocupe, não bica ninguém.
  • Não jogue-o no caldeirão, ele vai sozinho.
  • Já no caldeirão, bata nele bastante (4 vezes) durante 45 minutos. Nesse momento você já saberá como ficará no final.
  • Deixe-o descansar por 15 minutos;
    Volte a cozinhá-lo por mais 45 minutos. Importante: durante esses 45 minutos finais, bata nele mais 2 vezes (no mínimo). Ele mexerá 1 vez parecendo que ainda está vivo, mas não se preocupe, ele só está agonizando.
  • Após os 45 minutos finais, está pronto para servir.

Observação Importante: Geralmente esse prato se come no domingo, mas já foi servido “na segunda” em 2005/2006 e ficou perfeito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s